Dimerização: entenda o que é e quais as vantagens para seu projeto

Dimerização

A palavra dimerização soa estranha para você?

Depois de conhecer a tecnologia e entender do que se trata, é provável que queira utilizá-la para iluminar diferentes ambientes.

E a razão para isso está no conforto que ela proporciona.

Sabe quando você entra em algum lugar e sente os olhos arderem devido à luz forte?

Ou quando tem um desconforto causado pela falta de iluminação adequada? 

Essas e outras situações inconvenientes podem acontecer em ambientes sem dimerização. 

A boa notícia é que incluir essa tecnologia no projeto de iluminação de uma empresa, indústria ou comércio é mais simples do que parece.

Entenda lendo este artigo!

Afinal, o que é dimerização?

O conceito de dimerização deriva da palavra “dimmer”, que é um aparelho aplicado aos sistemas de iluminação, permitindo maior controle das condições luminosas.

Assim, a dimerização em si é esse controle da intensidade da luz em dispositivos LED

Ela permite que os equipamentos operem conforme a necessidade de luz do ambiente, adequando-se às condições naturais de iluminação do local. 

Para as empresas, a dimerização promove maior eficiência energética, contribuindo para o consumo consciente, além de promover mais conforto visual aos colaboradores.

A dimerização e a iluminação LED

Enquanto dispositivos tradicionais possuem somente dois estados: ligado e desligado, a iluminação LED permite a regulagem da luz em vários níveis.

Com a dimerização de lâmpadas e luminárias de LED é possível manter a intensidade luminosa em qualquer condição de dia e horário, permitindo a regulagem entre 0% e 100% de luminosidade.

A tecnologia torna os sistemas de iluminação muito mais modernos e sustentáveis, uma vez que o interruptor comum é substituído por um dimmer.

E isso possibilita o controle da intensidade de luz de acordo com a necessidade, gerando economia de energia.

Em quais ambientes é possível usar luminárias dimerizáveis?

Em qualquer ambiente! 

Isso mesmo: independente do projeto luminotécnico e do seu gosto, todos os ambientes podem ser dimerizáveis.

No projeto de uma empresa você pode usar a dimerização em diversos espaços.

Uma possibilidade é em luminárias que podem diminuir a luminosidade emitida quando há menor circulação de pessoas e aumentar automaticamente, conforme a quantidade de circulantes aumenta.

Também é possível trazer economias para a iluminação de um galpão, fábrica ou qualquer ambiente que conte com incidência diária de luz natural, garantindo a iluminação adequada.

Nesse caso, o sistema vai dimerizar a intensidade luminosa dos equipamentos, evitando que as luminárias estejam em máxima intensidade luminosa durante todo expediente.

Dimerização inteligente: entenda como funciona

Com a evolução das tecnologias é possível obter resultados excelentes, tornando a iluminação cada vez mais inteligente. 

No processo dimerizável, você pode conectar um driver dimerizador (0-10V ou DALI) junto a um Dispositivo Controlador (LDR – com sensores para detectar luz natural), para encontrar a intensidade ideal para deixar o ambiente mais eficiente e confortável.

Para evitar que a luminária trabalhe com sua total capacidade horas a fio, podemos utilizar a dimerização inteligente.

Isso torna a iluminação adaptável para a necessidade daquele instante.

E, ao contrário do que muitos pensam, mesmo em um ambiente com ótima iluminação natural, ainda é necessário o uso do dimmer em alguns momentos.

Como para aumentar a produtividade do ambiente, por exemplo. 

Quais as vantagens da dimerização?

Vantagens da dimerização

Quer conhecer mais alguns benefícios da dimerização? Confira a lista!

Diminuição dos custos

Seja na indústria, no comércio ou em escritórios, o sistema tradicional de interruptor, você vai precisar usar seu sistema ao máximo, tendo grande desperdício de energia. 

Em outros momentos, pode precisar desligar completamente, o que pode não gerar a melhor experiência de conforto para os colaboradores, mesmo com a economia.

A solução para isso é usar um dimerizador, que funcionará como um registro de água, controlando a vazão, se precisar de mais água é só abrir mais o registro, precisando de menos, basta fechar um pouco. 

Portanto, com a dimerização, a redução de energia elétrica no ambiente de trabalho pode ser feita de uma maneira muito mais eficiente. 

Com o driver e o sensor trabalhando juntos, de maneira ininterrupta, a intensidade da iluminação é ajustada automaticamente, de acordo com as necessidades do ambiente, evitando desperdícios.

Além de economizar dinheiro, a dimerização torna o projeto de uma empresa mais sustentável, contribuindo com o consumo consciente. 

Aumento da vida útil

Dentre muitas formas que um dimmer pode ser útil para uma empresa, temos também o aumento da vida útil das luminárias LED. 

Quando interruptores tradicionais são acionados para produzir o brilho da luz, toda a tensão é aplicada sobre as luminárias LED de uma só vez.

Já com a dimerização, essa tensão é aplicada de forma suave, aumentando e diminuindo gradativamente conforme a necessidade do ambiente naquele momento.

Conforto visual

Falamos um pouco sobre o conforto visual no texto, mas vale destacar essa vantagem.

Esse é um fator muito importante e que, se não considerado, pode causar bastante incômodo para as pessoas. 

Em um escritório, a luminosidade excessiva ou não suficiente do ambiente atrapalha a visibilidade dos colaboradores, atrapalhando até mesmo o foco nos negócios.

Numa indústria, por exemplo, quando se trata de um galpão com iluminação natural intensa, dependendo da claridade do dia, pode ser uma opção a dimerização inteligente, para evitar ofuscamento nesse tipo de situação. 

Em resumo, ter um dimerizador para ajustar a luminosidade traz aumento da qualidade de vida e bem-estar.

Para além disso, outras vantagens que podemos listar também são controle da luminosidade, a aplicação de sensores para dimerização automática, os sensores de movimento e ocupação – que são acionados quando há circulação de pessoas no local – e, por fim, os sensores de luminosidade que ajustam a luminária de acordo com o nível de iluminação natural no ambiente durante o decorrer do dia.

O que é dimerização 0-10V e 1-10V? 

A dimerização pode ser classificada como 0-10V quando a rampa de tensão produzida fica entre 0 a 10V para ajustar a intensidade luminosa da luminária, que produz um nível de intensidade que varia, de 0% a 100% da saída nominal, podendo dimerizar e até mesmo desligar a luminária.

O protocolo 1-10V pode dimerizar a luminária com nível de intensidade de 10% a 100%, não sendo possível desligar totalmente a luminária.

Qual a diferença entre 0-10V e DALI?

DALI é uma sigla para Interface de Iluminação Endereçável Digital, um padrão internacional que classifica como uma instalação de iluminação se comunica com sistemas de controle direção da luz.

Uma característica importante a ser ressaltada é que tanto o protocolo 0-10V quanto o DALI não dependem do fabricante das luminárias dimerizáveis, ou seja, é possível usar diferentes marcas de componentes no mesmo sistema. 

O Dali pode ser ajustado de 0 a 100%.

Basicamente, a diferença entre a dimerização 0-10V e DALI é a tecnologia aplicada. Os dimers de 0 a 10V são analógicos e o sistema DALI é um controle digital. 

Esse fato influencia também no custo: o sistema digital do DALI é mais caro comparado ao sistema analógico de 0-10V.

Quais os tipos de dimerização?

Tipos de dimerização

Dentre os tipos de dimerização de luminárias, podemos destacar as analógicas 0-10V e 1-10V, a TRIAC e a DALI. Abaixo vamos ver quais são as características principais de cada uma dessas tecnologias e as vantagens e desvantagens de cada uma delas:

Dimerização TRIAC

A dimerização TRIAC ou dimerização por corte de fase possui o sinal de controle e a tensão de rede juntos.  Existem duas variações de dimerização TRIAC: a trailing edge (corte de fase reverso), na qual quanto maior o tempo ligado, mais luz será entregue, e a leading edge (corte de fase dianteiro), que funciona ao contrário, ou seja, quanto menor o tempo ligado, mais luz será entregue.

Vantagens Dimerização TRIAC

As principais vantagens da dimerização TRIAC em comparação às outras são:

– Fácil instalação elétrica; 

– Não apresenta necessidade de configuração ou comissionamento;

– Custo baixo comparado aos demais tipos de dimerização;

– Existem várias opções de dimers no mercado, tornando mais fácil o acesso.

Desvantagens Dimerização TRIAC

As desvantagens da dimerização TRIAC em comparação às outras são:

– Não é indicado para outras aplicações além de lâmpadas incandescentes o que restringe bastante as novas tecnologias de luminárias;

– Restrição de cargas dos dimers (típico 10-20W);

– Para utilização com luminárias/lâmpadas LED é necessário ter um driver compatível já integrado na mesma.

Dimerização Analógica 1-10V e 0-10V

A dimerização analógica tem o sinal de controle e tensão de redes separados e existem também duas variações: 1-10V e 0-10V. 

Vantagens Dimerização Analógica 1-10V

As principais vantagens da dimerização analógica 1-10V em comparação às outras são:

– Comandos enviados via par de cabos polarizados;

– Circuitos de controle e alimentação independentes;

Desvantagens Dimerização Analógica 1-10V

As desvantagens da dimerização analógica 1-10V em comparação às outras são:

– Controle unidirecional, sem retorno de informação;

– Necessidade de relé externo para desligar;

– Impossibilidade de endereçamento dos dispositivos controlados;

– Grupos de dimerização precisam ser previamente definidos;

– Alteração na disposição do ambiente implica em alteração física no cabeamento.

Vantagens Dimerização Analógica 0-10V 

As principais vantagens da dimerização analógica 0-10V em comparação às outras são:

– Controle de custo baixo comparado aos demais;

– Linhas de controle independentes dos circuitos elétricos;

– Dimerização “0” possível com driver específico.

Desvantagens Dimerização Analógica 0-10V 

As desvantagens da dimerização analógica 0-10V em comparação às outras são:

– Custo adicional com par de cabos extra para o sinal do controle;

– Grandes distâncias de cabo de controle em conjunto com infra de elétrica podem afetar o sinal (usar cabo blindado acima de 30m).

Dimerização Digital DALI

A dimerização digital DALI significa: Digital Addressable Lighting Interface, caracterizada por envio de comandos via par de cabos sem polaridade com controle bidirecional e retorno de informação.  

Vantagens Dimerização Digital DALI

As principais vantagens da dimerização digital DALI em comparação às outras são:

Circuitos de controle e alimentação independentes; 

– Sem necessidade de relé ou dispositivo externo para desligar;

– Endereçamento de até 64 dispositivos por linha DALI; 

– Grupos de dimerização não dependem da disposição do cabeamento DALI; 

– Linhas de controle independentes dos circuitos elétricos e capacidade de até 300m por linha DALI;

Desvantagens Dimerização Digital DALI

As desvantagens em comparação às outras são:

– Custos adicionais com comissionamento do sistema; 

– DALI Ed 1.0 – Dispositivos de controle (sensores, pulsadores, etc.) não são compatíveis com Drivers DALI de qualquer fabricante; 

– DALI Ed 2.0 – Dispositivos de controle e Drivers DALI padronizados.

👉Conheça a Luter Led e otimize seu projeto de iluminação!

Conclusão

Já viu que a dimerização pode trazer vantagens para o seu projeto luminotécnico, não é?

Agora que você já conhece os benefícios, é importante poder contar com uma empresa especializada em projetos de iluminação LED.

A Luter Led tem uma equipe de consultores especialistas em cada segmento, trazendo soluções exclusivas em iluminação LED. Saiba mais como podemos ajudar no seu projeto luminotécnico e veja outros assuntos interessantes, como a importância do ângulo de iluminação, no nosso blog.

We take processes apart, rethink, rebuild, and deliver them back working smarter than ever before.