Como identificar a qualidade da Luz de LED – IRC?

Como identificar a qualidade da Luz de LED - IRC?

Diariamente, somos influenciados por luzes e cores, seja em nossa casa, nosso trabalho ou em momentos de alimentação, atividades ou descanso. Elas afetam diretamente o comportamento humano, estimulando nossos sentidos e emoções, e é por essas e outras razões que é essencial saber avaliar a qualidade da luz de LED.

Uma série de indicadores podem ser utilizados para verificar o desempenho dos produtos de iluminação. Um deles é o Índice de Reprodução de Cores (IRC), uma escala que atesta a fidelidade da reprodução de cores dos objetos sob uma fonte de luz artificial.

Neste artigo explicamos esse conceito em detalhes e também trazemos algumas dicas para garantir a eficácia do seu projeto luminotécnico. Quer descobrir como saber a qualidade da iluminação LED? Então continue a leitura para conferir!

irc luz maca

O que é Índice de Reprodução de Cores (IRC)?

O IRC é o Índice de Reprodução de Cores, um sistema de qualidade desenvolvido no século XX após a popularização das lâmpadas HID e fluorescentes. Esse índice é representado por uma escala de 0 a 100, cuja função é demonstrar a capacidade de reprodução de cores de uma determinada fonte luminosa artificial em relação à luz do sol.

A luz natural é usada como um padrão de referência e, por isso, seu IRC é 100. Dessa forma, dizemos que quanto maior o IRC (ou seja, mais próximo de 100), mais fiel será a reprodução de cores das superfícies, pessoas e objetos em relação à luz do sol.

De forma geral, um Índice de Reprodução de Cores (IRC) abaixo de 80 é considerado de baixa qualidade, igual a 80 é considerado de boa qualidade e os índices de 90, 95 e 97 são de excelente qualidade luminosa, trazendo grandes vantagens de acordo com o tipo de aplicação.

Alguns dispositivos de iluminação especializados, como as conhecidas luzes de sódio aplicadas em ambientes públicos, apresentam um IRC significativamente baixo (em torno de 20 a 30), embora sua eficácia luminosa compense as evidentes distorções nas cores. Entretanto, quando tratamos da iluminação de fachadas, praças e monumentos, isso pode prejudicar a estética do local.

As novas tecnologias, porém, favoreceram projetos de iluminação de todos os tipos. Além de reduzir a energia elétrica utilizada nas instalações, a qualidade da luz de LED torna os ambientes muito mais agradáveis.

Qual é o IRC da luminária de LED?

As lâmpadas fluorescentes, ainda muito utilizadas em residências e empresas, apresentam um Índice de Reprodução de Cores (IRC) compreendido entre 70 e 85. As luminárias de LED, por sua vez, devem apresentar um IRC mínimo de 80, de acordo com determinações da indústria.

Isso significa que os produtos LED, de forma geral — considerando apenas aqueles vistoriados por órgãos competentes do setor, como o Inmetro —, apresentam um bom índice de reprodução de cores, sendo, também, encontradas linhas especiais com IRC de até 97.

Além de reproduzir as cores fielmente e deixá-las mais vibrantes, o LED também se destaca pela sua enorme variedade de produtos e equipamentos de iluminação. Desde simples lâmpadas e luminárias domésticas a sofisticados sistemas de iluminação inteligentes, todas essas opções contam com a mesma qualidade, durabilidade e economia.

Qual é o consumo de luminárias de LED com alto IRC? 

O consumo de energia em luminárias LED com alto IRC depende de fatores variados que abarcam desde o processo de fabricação do equipamento até a tecnologia associada pela indústria. Desse modo, para precisar um consumo médio deve-se avaliar um conjunto de fatores.

No entanto, é de conhecimento geral que luminárias LED possuem índices de eficiência energética superiores a outras modalidades e recursos de iluminação, como lâmpadas. Isso implica que, mesmo não tendo um padrão, luminárias LED de alto IRC representam um ganho de eficiência no consumo de energia.

Por que o IRC é importante?

irc luz importância

Nosso organismo é fortemente influenciado pela luz e pelas cores presentes nos ambientes. Durante nossas atividades diárias e em repouso, cores mais frias geralmente nos deixam mais agitados, enquanto as mais quentes nos parecem mais aconchegantes.

Por isso, é importante usar uma iluminação adequada para cada ambiente, mesclando luz natural e artificial para obter a maior quantidade de benefícios, seja em termos de saúde ou de produtividade.

Podemos ilustrar a importância de uma reprodução de cores nos mais variados cenários: um restaurante que deseja que seus clientes prestigiem os alimentos visualmente, um hotel cuja decoração necessita de uma visualização eficaz, uma indústria na qual são realizadas montagens e inspeções que requerem a maior fidelidade e nitidez possível no ambiente, entre várias outras situações.

O consumidor brasileiro tende a levar em consideração apenas a potência e a temperatura das luzes, que também são parâmetros relevantes, mas que não são suficientes para estimar, com precisão, a qualidade da iluminação proporcionada pelos dispositivos.

O Índice de Reprodução de Cores (IRC), portanto, é mais um critério que deve ser adotado em sua escolha, caso ainda não seja. No entanto, precisamos analisar essas características com cautela, pois há diversas condições que podem interferir nos seus resultados.

Por que o IRC não pode ser a sua única referência?

Todos os pontos citados em relação à escala IRC são válidos, mas se você deseja saber, de fato, a qualidade da iluminação LED, é necessário levar em consideração outros fatores igualmente importantes.

Observe que quando usamos duas fontes de luz com as mesmas características de cromaticidade, com cada uma delas apresentando uma distribuição espectral diferente, as cores percebidas nos objetivos variam significativamente.

Isso ocorre porque as cores não são determinadas somente pelas propriedades do objeto, mas também pela refletância da superfície, as características da fonte de luz e a sensibilidade espectral do observador — que pode ser o olho humano ou a lente de uma câmera em um estúdio, por exemplo.

Se compararmos dois produtos com IRC 85, sendo uma delas fluorescente e a outra de LED, por exemplo, veremos claramente que a qualidade da luz de LED é superior, uma vez que seu espectro de cores é muito mais amplo. As lâmpadas de descarga, por sua vez, tais como as fluorescentes compactas, apresentam faixas espectrais estreitas que comprometem a autenticidade das cores refletidas.

Outro aspecto importante diz respeito à fabricação dos produtos. Para que a reprodução de cores seja realmente eficiente e autêntica, as indústrias precisam utilizar materiais adequados na construção de luminárias, bem como adotar práticas de controle e qualidade no seu processo de produção.

Como a qualidade da luz de LED influencia o ambiente de trabalho?

irc luz trabalho

O mercado oferece luminárias e produtos LED para empresas de todos os tamanhos e setores, e a presença dessa tecnologia nos estabelecimentos, instituições, escritórios e indústrias é cada vez mais frequente.

O investimento, na maioria das vezes, é justificado pela redução dos custos de energia elétrica e manutenção, mas a qualidade da luz de LED pode trazer muito mais benefícios para os negócios. Confira, a seguir, como alguns ambientes corporativos podem ser favorecidos.

Indústria

Na indústria, o desempenho das equipes de trabalho e a saúde dos colaboradores podem ser influenciados diretamente pela qualidade das luzes do ambiente. Um projeto de iluminação apropriado é capaz de evitar a fadiga visual e o cansaço, aumentar a segurança na manipulação de objetos, melhorar a visualização de artigos de sinalização e facilitar montagens e inspeções.

Shopping  e comércio

Os shopping e comércios devem garantir bem-estar e conforto às pessoas que transitam pelo local, sem perder a chance de dar destaque às lojas e seus produtos. Considerando os benefícios citados ao longo deste artigo, podemos dizer que um índice de IRC alto pode tornar a experiência de colaboradores e consumidores muito mais agradável.

Supermercados e atacarejos

Esses locais precisam de um projeto luminotécnico especial para que todos os produtos, geralmente exibidos em prateleiras e stands, apresentem cores e texturas vívidas, sem áreas sombreadas ou escurecidas. Nesse caso, vale destacar que existem sistemas LEDs específicos para determinados artigos de supermercados e atacarejos, para setores como hortifrúti, padaria, adegas e açougues.

Hospitais

Tendo em vista a higiene e o controle de infecções e doenças, os hospitais precisam ser criteriosos quanto às suas instalações de iluminação. Vale destacar, também, que o IRC das luminárias utilizadas nesses ambientes, facilita a aplicação de medicamentos e procedimentos realizados. Além disso, com boa qualidade de luz podem reduzir o tempo de recuperação dos pacientes, principalmente quando mesclamos adequadamente a luz natural com a artificial e garantimos um bom conforto visual em qualquer horário ou condição climática.

Escolas

Sabe-se que as cores das paredes podem afetar a atenção e a produtividade dos alunos nas escolas, porém, o conforto visual, mediante a instalação de dispositivos apropriados e de qualidade, é essencial para que esse efeito seja realmente percebido e incorporado pelos alunos.

irc luz escola

Luminária de LED com alto IRC pode ser usada para iluminação externa?

Sim! É recomendado a utilização de luminárias LED com alto IRC em projetos luminotécnicos para áreas externas. Sobretudo, devido a sua alta capacidade de iluminação de ótima qualidade e sua eficiência de consumo energético.

Desse modo, considere também avaliar o grau de proteção IP e IK das luminárias, de modo que o produto utilizado possibilite uma iluminação assertiva e tenha vida útil considerável.

·  Durabilidade e vida útil superior das luminárias LED em comparação com outros produtos

·  Adequação ao projeto luminotécnico e melhores soluções possíveis para áreas externas

·  Índices de IP e IK que protegem as luminárias de situações adversas, como impacto, ação de líquidos e partículas

Como avaliar a qualidade da iluminação LED?

Até aqui, falamos sobre a iluminação no ambiente de trabalho, as características dos principais produtos do mercado e a importância do Índice de Reprodução de Cores (IRC). Mas, na prática, como verificar a qualidade da iluminação LED?

Por princípio, os dispositivos LED, de forma geral, apresentam algumas vantagens proeminentes, como:

  • eficiência energética: melhor iluminação com menor consumo de energia elétrica;
  • durabilidade: produtos com vida útil extensa, dispensando manutenções frequentes;
  • sustentabilidade: somados aos dois primeiros itens, temos a sua fabricação que não exige o uso de materiais nocivos ao meio ambiente.
  • IRC: reprodução de cores mais fiel em relação a outras tecnologias.

Tendo em vista todos esses aspectos, poderíamos dizer que qualquer dispositivo LED é extremamente eficaz e confiável, mas isso não é verdade. Há fornecedores que optam por utilizar materiais de menor qualidade e adotar processos de fabricação mais ágeis para reduzir o valor dos produtos, uma vez que o preço é, provavelmente, o único ponto negativo da tecnologia.

Entretanto, quando vislumbramos essas condições sob um ponto de vista estratégico, isto é, a longo prazo, percebemos que investir em produtos de baixa qualidade na maioria das vezes acarreta em custos muito maiores do que optar por mercadorias e lojistas com boa reputação no mercado. Assim, a qualidade final da iluminação é diretamente afetada.

Diferença das lâmpadas com IR Alto e Luminárias LED com IRC alto

O índice IR (Infrared Radiation) é utilizado para mensurar e classificar LEDs e lâmpadas que, além da luz visível, também geram calor durante seu uso. Isso significa que parte da energia utilizada na iluminação se perde em calor produzido pela lâmpada ou luminária.

Atualmente, essa é uma das características que justificam a substituição de lâmpadas incandescentes tradicionais pelas luminárias LED de alto IRC. Quando avaliadas comparativamente, as lâmpadas com IR alto implicam:

·  baixo aproveitamento energético e aumento do consumo

·  baixa eficiência pela conversão de eletricidade em calor desnecessário

Por outro lado, luminárias com IRC alto permitem que, pelo seu uso, a eficiência energética seja alcançada pela otimização de suas funções. Uma delas é a quase inexistência de geração de calor e, consequentemente, perda de eficiência e aumento de consumo. 

Vale a pena investir em luminária de LED com alto IRC? 

irc luz investir

O investimento em luminárias LED com alto IRC garante projetos luminotécnicos assertivos, assim como uma diminuição nos custos operacionais a médio e longo prazo. Isso devido à vida útil significativa de luminárias LED e seu consumo energético inferior às lâmpadas convencionais.

Para além deste aspecto, as luminárias LED com índices de IRC consideráveis possibilitam uma ambientação agradável e confortável, garantindo uma reprodução de cores mais próximas à luz natural. 

Quais são as melhores luminárias de LED com alto IRC?

Atualmente no mercado existem diversos modelos de luminária LED com índices de IRC alto. Estas podem ser utilizadas tanto em ambientes residenciais, quanto em galpões, estádios de futebol, supermercados e demais setores da economia.

Por exemplo, a luminária industrial LED Linear High Bay G2 é utilizada em projetos luminotécnicos inteligentes por contar com IRC superior a 82, assim como um alto Fator de Potência (FP 0,95).

Outra possibilidade é a luminária industrial LED Sky High Bay G2, que também conta com um IRC superior a 82 e apresenta ângulos de iluminação de 65°, 90° e 120°. Estas características, aliadas à alta eficiência energética, fazem da luminária LED Sky High Bay G2 uma das melhores luminárias LED do mercado.

A Luter LED conta com uma equipe de consultores e especialistas em projetos luminotécnicos e iluminação para os mais diversos ambientes. Entre em contato e agende uma conversa com um de nossos especialistas!

Conclusão

A iluminação assertiva de ambientes, residenciais ou comerciais, pode ser realizada com luminárias LED. Isso devido aos benefícios de qualidade da iluminação, durabilidade das luminárias e custo benefício com o investimento.

Um dos indicadores para a avaliação da qualidade da luz LED é o IRC (Índice de Reprodução de Cores). Quanto maior foi o IRC da luminária LED, melhor será a visualização das cores dos produtos e pessoas, seu desempenho e eficiência.

Por isso, conte sempre com fornecedores e empresas especializadas em projetos luminotécnicos na hora de realizar a iluminação de empresas e residências.  

Entre em contato com a Luter LED e fale com um de nossos consultores!